BLOG

Fique por dentro de nossas novidades e dicas

Redução de açúcar para bebidas e alimentos: o novo objetivo brasileiro

Redução de açúcar para bebidas e alimentos é a nova meta do Brasil. Entenda o objetivo

Na gestão do ministro da saúde, Gilberto Occhi, e os presidentes de Associação do Setor Produtivo de Alimentos assinaram um acordo que tem como principal meta a redução de açúcar para bebidas e alimentos até o ano de 2022.

O acordo, que segue o mesmo parâmetro do que foi feito para a redução de sódio, visa reduzir cerca de 144 mil toneladas de açúcar de bolos, produtos lácteos, bebidas, biscoitos recheados, achocolatados e outras misturas que levam muito açúcar.

Segundo a associação, o Brasil é um dos primeiros países a manifestar o interesse de diminuir açúcar nos alimentos e bebidas industrializadas, sempre respeitando as normas da ANVISA, (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em conjunto com a ABIR (Associação Brasileira de Refrigerantes e Bebidas não Alcoólicas), a ABIMAPI (Associação Brasileira das Indústrias de Biscoitos, Massas Alimentícias e Pães e Bolos Industrializados) e a Viva Lácteos (Associação Brasileira de Laticínios).

O Ministério da Saúde analisou os critérios de redução de açúcar para bebidas e alimentos e chegou à conclusão de que os produtos com maior quantidade de açúcar são os biscoitos e produtos derivados do leite como iogurtes, bebidas lácteas, etc. Segundo pesquisas, a meta é retirar de 53,9% a 62,4% do açúcar em composições como essas.

Já para achocolatados a meta é reduzir até 10,5% do açúcar, enquanto para outras bebidas açucaradas a redução pode chegar até 33,8%. Em alguns casos, a substituição do açúcar por adoçante pode ser adotada.

Açúcar em excesso: causa de doenças crônicas!

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), os brasileiros consomem cerca de 50% a mais de açúcar do que o recomendado. Ou seja, por dia, cada pessoa consome cerca de 18 colheres de chá de açúcar, o equivalente a 80g.

Esse consumo exagerado de açúcar por dia impacta no aumento de doenças crônicas como diabetes, obesidade e outras condições clínicas.

Mudança de hábitos: solução para evitar doenças crônicas!

A prática de exercícios físicos juntamente à dieta equilibrada ajuda a reduzir o risco de açúcar em excesso no sangue e, dessa forma, afetar a saúde das pessoas com o aparecimento de doenças crônicas.

Além disso, no ano de 2017 o Ministério da Saúde adotou métodos que tem como objetivo frear o crescimento do excesso de peso e obesidade no Brasil. A intenção é reduzir o consumo de produtos industrializados dotados de açúcar e ampliar a boa alimentação, rica em verduras, legumes e gorduras saudáveis.